Pelo segundo mês seguido, Paraíba registra alta nas vendas do varejo, diz IBGE

Depois de atingir uma alta de 4,3% nas vendas do mês de janeiro deste ano, o varejo paraibano manteve a alta e cresceu mais 0,2% no mês de fevereiro. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com a marca, além de manter o crescimento pelo segundo mês consecutivo, a Paraíba contratirou a média nacional, onde houve uma queda de 0,2%. O setor de serviços também teve alta no mês de fevereiro.

No comparativo de fevereiro deste ano com fevereiro de 2016, as vendas registraram uma leve queda de 0,8% no Estado, enquanto o país teve uma forte queda de 3,2%. No cenário do Nordeste, em 2017, apenas dois dos nove Estados na Região acumulam alta no primeiro bimestre: Paraíba e Alagoas (5,2%). Já Sergipe (-9,5%) e Piauí (-9,3%) têm as quedas mais fortes.

Já o setor do varejo ampliado da Paraíba, que inclui veículos, motos, partes e peças e material de construção, voltou a registrar alta em fevereiro sobre o mesmo mês do ano anterior com alta de 0,4%, enquanto o país apresentou um novo tombo com queda atingindo 4,2%. No país, 20 das 27 unidades tiveram indicador negativo.

Serviços

Assim como no comércio varejista, o setor de serviços da Paraíba registrou crescimento na comparação do mês de fevereiro com janeiro deste ano. Segundo os dados da pesquisa alta de 1,5% sobre o mês anterior. A média da Paraíba foi maior que o indicador no país, que foi de 0,7%.

A pesquisa apontou que a Paraíba apresentou o quinto maior crescimento do país. Apenas onze das 27 unidades da federação registraram resultado positivo no volume de vendas de fevereiro sobre janeiro no setor de serviços. As maiores taxas de crescimento entre janeiro e fevereiro foram observadas em Rondônia (9,1%), Mato Grosso (8,5%), Acre (2,5%), Mato Grosso e a Paraíba (1,5%). Já as maiores quedas ocorreram no Ceará (9,8%), Espírito Santo (5,3%) e Pernambuco (5,2%).

Segundo a pesquisa do IBGE, o segmento de serviços prestados às famílias se destacou em fevereiro (0,6%) na comparação com janeiro. Os transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio tiveram crescimento de 0,5% e serviços profissionais, administrativos e complementares de 0,2%. Ainda na Paraíba, as quedas ficaram com os segmentos de serviços de informação e comunicação (1,5%) e outros serviços (0,5%). O IBGE destacou que o agregado especial das atividades turísticas anotou crescimento de 0,2% na comparação com janeiro.

Fonte: G1.com