Empreendimentos no Polo Cabo Branco devem injetar R$ 600 milhões na economia da PB

O governador João Azevêdo assinou, nesta quinta-feira (15), os contratos para construção de três empreendimentos no Polo Turístico Cabo Branco, em João Pessoa. Segundo o governador, cerca de R$ 600 milhões irão ser injetados na economia do estado, na fase de construção, além de gerar quase cinco mil empregos diretos e indiretos.

 

O Polo Turístico de Cabo Branco possui uma área de 654 hectares com 35 lotes, sendo 19 para o setor hoteleiro, cinco para o setor de animação, dez para comercial e serviços e um para o setor de eventos. O Ocean Palace Jampa Eco Beach Resort, o Amado Bio & Spa Hotel e o Surf World Park terão as obras iniciadas em até seis meses e deverão ser concluídas em dois anos.

 

Na solenidade, que aconteceu no Centro de Convenções de João Pessoa, os projetos foram apresentados para o setor turístico do estado e para representantes de instituições financeiras e do comércio. Conforme João Azevêdo, os três equipamentos irão assegurar um aumento de 12% no total de leitos e devem atrair 2,5 milhões de turistas por ano.

 

“Toda a rede hoteleira do Estado será beneficiada com a chegada desses novos equipamentos de atração turística porque as pessoas também vão conhecer a Pedra do Ingá, a Pedra da Boca, o Vale dos Dinossauros e o Lajedo de Pai Mateus”, ressaltou João.

Os empreendimentos

O projeto do Ocean Palace Jampa Eco Beach Resort promete uma área de construção de 43,8 mil m², onde serão instalados 405 apartamentos, complexo de piscinas, quadras esportivas, quiosques, toboágua, restaurante regional, restaurante francês com bar, pizzaria, steak grill, sushi bar, wine bar e área de buffet, sala de yoga, sala de pilates, academia, local para eventos, cinema, lobby, bares, lounges, cyber café, salão de beleza, lojas, SPA, Centro de Convenções, jardim central e pavimento kids com berçário e jogos.

 

O Amado Bio & Spa Hotel terá uma capacidade de 240 unidades e promete uma estrutura baseada na sustentabilidade e adaptabilidade à natureza. Já o Surf World Park disponibilizará piscina de surf, escola de surf, piscina de onda, praia de areia, área gastronômica e bares, praça comercial, jardim de infância, centro de idosos, discoteca ao ar livre, academia, pista de skate, estacionamento, posto médico, anfiteatro e resort.

 

De acordo com a presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, o setor turístico e os paraibanos presenciam um momento histórico e aguardado desde 1986. “Vamos ter resorts de grande porte e de bandeira internacional, nós estávamos precisando, não tínhamos e, agora, vamos ter. Isso também estimula mais voos, divulgação e infraestrutura para todos nós”, acrescentou.

 

Por G1.com