Porto de Cabedelo aumenta movimentação de cargas em 90% no mês de novembro

O mês de novembro teve a maior movimentação de cargas de 2020 no Porto de Cabedelo. No total, segundo o balanço operacional, 157.200 toneladas de produtos passaram pelo cais durante o mês. O resultado, além de ser o maior do ano, representa um crescimento de 90% em relação ao mês de outubro, quando a movimentação foi de 82.688 toneladas.

Levando em consideração o acumulado de 2020, a movimentação de cargas já cresceu 12,67 %. Neste ano, 1.062.529 toneladas já foram operacionalizadas. O montante é quase 120 mil toneladas a mais do que o registrado nos onze meses de 2019, quando 943 mil toneladas foram movimentadas pela Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB).

Dos onze meses de 2020, dez tiveram saldo positivo em relação ao ano anterior. “Em maio, no auge da pandemia, mantivemos nosso funcionamento 24 horas e crescemos 32% em relação ao ano anterior”, detalha a diretora-presidente da Companhia Docas, Gilmara Temóteo.

A carga mais movimentada no mês de novembro foi o coque de petróleo (ou petcoke), com 3 navios e quase 50 mil toneladas operacionalizadas. O mês ainda teve duas operações de combustível, uma de ilmenita, uma de trigo, uma de malte e uma de clinker. Esta última não era operacionalizada pelo Porto de Cabedelo desde 2013.

A carga de clinker chegou no Porto de Cabedelo por meio do navio graneleiro Orient Trail. Foram 28.650 toneladas do material. O clinker é uma espécie de cimento numa fase básica de fabrico. A partir dele, é fabricado o cimento Portland.

O navio que trouxe a carga foi fabricado em 2011 e saiu dos Estados Unidos para o Porto de Cabedelo. A última vez que a Companhia Docas da Paraíba havia feito a operação foi em fevereiro de 2013, quando foram importadas 26.504 mil toneladas.

“O diálogo com todos os órgãos anuentes e apoio do Governo do Estado é imprescindível para o crescimento da nossa gestão. O que esperamos é a continuidade desse trabalho, a continuidade desse resultado, trazendo muito mais desenvolvimento para o Porto de Cabedelo, para o município de Cabedelo e para o estado da Paraíba”, detalhou Gilmara Temóteo.

 

Fonte: Turismo em Foco