Fórum de micro e pequenas empresas conhece benefícios do SEGS

 

Os integrantes da Rede de Disseminação, Informação e Capacitação, um dos seis comitês temáticos do Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (MPEs), conheceram esta semana os benefícios do Sistema de Excelência em Gestão Sindical (SEGS) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em reunião na sede da entidade, em Brasília.

“Desenvolver a gestão das entidades de representação empresarial é um importante passo para que possam liderar pelo exemplo. Isto significa que a elevação do nível gerencial torna a entidade referência para as empresas representadas”, disse em sua palestra o assessor técnico do Departamento de Planejamento da CNC, Rodrigo Timm Wepster.

O SEGS é um programa que usa os critérios do Prêmio Nacional de Qualidade para incentivar a excelência na gestão das federações e sindicatos filiados ao Sistema Comércio. Segundo ele, a ação parte de um diagnóstico gerencial da entidade, que inclui a identificação de pontos que precisam ser desenvolvidos, e passa pela implantação de um plano de melhorias, com a utilização de ferramentas, capacitação e consultoria disponibilizados pela CNC às federações e sindicatos.

Entre os seus principais benefícios estão a diversificação dos produtos e serviços oferecidos, incluindo replicação do próprio programa às empresas; a formação de rede de relacionamento com empresários, políticos e sociedade; e o aumento da capacidade de atendimento aos empresários. Wepster informou ainda que, até julho deste ano, o SEGS foi estendido a 815 pessoas de 516 entidades do Sistema.

O Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte é presidido pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Trata-se de um espaço de debates entre o governo e o setor privado para elaborar propostas e ações de políticas públicas orientadas às MPEs. Além da Rede de Disseminação, Informação e Capacitação, fazem parte do Fórum os comitês de Comércio Exterior, Compras Governamentais, Desoneração e Desburocratização, Investimento e Financiamento e Tecnologia e Inovação.