Qualidade de crédito das empresas segue estável

Período de estabilidade já se prolonga por três trimestresA qualidade de crédito das empresas permanece estável no terceiro trimestre de 2011 na comparação com os três meses anteriores, segundo aponta o indicador da Serasa Experian, divulgado nesta sexta-feira, 21. O resultado do trimestre atingiu o patamar de 95,7, demonstrando, assim, um "período de estabilidade que já se prolonga por três trimestres".

O indicador avalia em uma escala de 0 a 100 a qualidade de crédito do setor produtivo. Quanto maior, melhor a qualidade de crédito e, portanto, menor é a probabilidade de inadimplência.

Segundo os economistas da Serasa, o processo de desaceleração da economia no terceiro trimestre foi compensada pela retomada da redução dos juros básicos, o que atenou o custo financeiro.

No indicador da qualidade de crédito das grandes empresas, foi registrada redução, passando de 98,4, no 2º trimestre, para 98,3, no terceiro. Nas médias, o indicador ficou estável em 98,4. O comportamento se repetiu nas micro e pequenas empresas, nas quais o indicador se manteve em 95,6, o maior nível de toda a série histórica, iniciada em 2007.

"Entretanto, quando comparamos a qualidade de crédito das empresas por porte, notamos que as micro e pequenas empresas, que por características próprias não conseguem financiamentos com taxas atrativas assim como têm dificuldade em oferecer garantias, continuam exibindo maior risco de inadimplência comparativamente às empresas de maior porte", disse a Serasa por meio de nota.

Fonte: G1